5 Dicas de Segurança em Condomínios

As dicas de segurança em condomínios podem ajudar a convivência em um ambiente confortável e livre de ameaças. Cada vez mais existe o aumento da violência nas cidades, logo a população tem procurado alternativas para viver de modo seguro.

Como solução, muitos escolhem morar em condomínios fechados, seja de apartamentos ou casas, já que oferecem mais segurança para os moradores. Diante disso, os prédios tornaram aliados para quem deseja morar bem e garantir a segurança dos seus familiares.

Pensando nisso, para proporcionar este espaço livre da vulnerabilidade, reunimos abaixo algumas dicas para garantir a segurança condominial.

1 – Escolha uma equipe especializada

Estes profissionais que vão atuar no condomínio precisam receber uma capacitação adequada. Outros fatores também podem auxiliar na hora de definir o profissional. Quando for contratar vale pesquisar as referências do trabalhador, analisar o seu currículo e suas principais habilidades. Uma equipe especializada requer zeladores, porteiros e seguranças. Todos esses indivíduos precisam ter conhecimento e treinamento adequado.

2 – Segurança Eletrônica

Cada vez mais a tecnologia pode ajudar com a segurança. Por meio destes dispositivos é possível facilitar o trabalho dos vigilantes e porteiros e melhorar ainda mais as “defesas” do condomínio. Na hora de incluir a segurança predial invista em câmeras de monitoramento, sistemas de alarme com integração a central de atendimento. Ainda os sensores e os mecanismos automáticos de acesso podem facilitar a vigilância.

3 – Controle de Entrada

O controle de acesso aos usuários precisa ser rigoroso para evitar problemas com a entrada de estranhos. Neste caso, cada visitante precisa fazer a identificação para que o mesmo possa ser autorizado e entrar no condomínio.

Para os prestadores de serviços, fiscais, entregadores ou outros profissionais, é necessário manter este cuidado. Cada visitante na entrada deve apresentar a sua identificação e aguardar a consulta para verificar se o mesmo está sendo esperado. O controle pode ser além de físico, mecânico e eletrônico. Veja os exemplos:

Controle de acesso físico: utiliza a tecnologia, porém apresenta um porteiro, segurança ou guarda;

Controle de acesso mecânico: utiliza chaves e fechaduras;

Controle de acesso eletrônico: a tecnologia é aplicada com biometria, cartões de acesso ou outros dispositivos.

4 – Guarita

É uma forma de preservar a segurança do condomínio e dos funcionários que nela atuam. Este local precisa ser instalado adequadamente e precisa proporcionar uma visibilidade total das entradas.A iluminação também precisa ser estudada, para que o porteiro possa identificar os usuários que vão entrar no prédio.No geral a guarita precisa proporcionar segurança e conforto, no final de contas este espaço pode prevenir a incidência de assaltos.

5 – Participação dos Moradores

A segurança predial somente é possível quando os moradores colaboram com este processo. Neste caso é válido que mantenham a atenção sobre as normas e políticas do condomínio. O cartaz de segurança no condomínio pode ajudar sobre o aviso ao lembrar de fechar o portão corretamente, entre outras ações. O ideal é oferecer palestras e reuniões e informar aos moradores que algumas atitudes simples podem contribuir para uma moradia segura.

Uma forma de adotar todos esses serviços de forma prática é contar com a Portaria Remota da Easyseg! Oferecemos serviços de câmera, monitoramento, segurança eletrônica, controle de acesso e muito mais! Acesse https://easyseg.com/portaria para saber mais.