Botão de pânico residencial: vale a pena?

A instalação de um botão de pânico residencial é a garantia que o pedido de socorro chegue até profissionais capacitados que possam ajudar nas situações envolvendo tentativas de invasão de sua casa.

Infelizmente, o índice de criminalidade no Brasil é alto e as invasões a residências são comuns em todo o país, quando marginais se aproveitam das oportunidades para a prática do roubo.

Muitas pessoas passam por horas sozinhas em suas casas, especialmente:

  • idosos,
  • pessoas em recuperação de saúde,
  • adolescentes,
  • crianças.

Um bom sistema de segurança é fundamental para garantir a qualidade de vida e a integridade desses indivíduos, por isso o botão de pânico residencial é um dispositivo imprescindível para a solicitação de socorro.

Neste post apresentamos esse equipamento e as vantagens em instalá-lo em sua casa. Continue lendo e saiba mais sobre o assunto!

O que é o botão de pânico residencial?

O botão de pânico residencial é um dispositivo integrado a uma central de monitoramento que quando pressionado, avisa que algum problema sério, envolvendo segurança, está acontecendo.

Normalmente instalado em algum local estratégico que permita o seu acionamento de forma fácil e sem qualquer ruído, ele possibilita que profissionais capacitados sejam avisados a respeito de uma possível tentativa de invasão na residência.

Outra opção é contar com o celular ou um dispositivo móvel que tenha as mesmas características e faça a chamada aos profissionais de segurança.

Além disso, a informação também pode ser enviada a outras pessoas, como vizinhos e parentes, quando o botão for acionado.

Como funciona?

É importante que o dispositivo de pedido de socorro seja utilizado somente em casos emergenciais. Veja como ele funciona: imagine uma pessoa sozinha em casa que perceba movimentos estranhos na área externa do imóvel.

Por meio do botão de pânico residencial, ela pode acionar a central de monitoramento, que poderá verificar o que está acontecendo a partir de câmeras instaladas estrategicamente ou, ainda, enviar uma equipe de socorro para o local.

Esse dispositivo, quando integrado a um sistema de segurança, pode, além de solicitar o socorro:

  • acender as luzes internas e externas do imóvel,
  • disparar um alarme sonoro,
  • registrar através das câmeras toda a movimentação.

Esses procedimentos tendem a fazer com que os invasores desistam da operação, pois as possibilidades de serem capturados em flagrante são altas.

O que fazer após acionar o botão de pânico?

A pessoa que ativa um botão de pânico residencial sabe que a central de monitoramento foi acionada, pois essa fará uma ligação para a residência confirmando o chamado.

Caso o telefone não seja atendido, a central destaca imediatamente uma equipe para visitar o local da ocorrência, além de comunicar o fato para a polícia.

Quando ocorre o atendimento da ligação, a central solicita a digitação de uma senha que cancela o acionamento. 

Caso a senha digitada não confira com a original, a central toma providências imediatas para atender ao chamado. 

É importante saber que para uma central de monitoramento, o acionamento do botão de pânico é prioritário no atendimento, portanto, utilize-o somente em situações de perigo.

Como se observa, a instalação desse dispositivo é uma excelente opção e deve fazer parte do sistema de segurança da sua casa, garantindo aqueles que passam grande parte do seu tempo nela, segurança e formas de agir nos casos emergenciais.

Agora que você já sabe o que é botão de pânico residencial, continue conosco e leia nosso post que mostra como aumentar a segurança do lar e garantir uma vida tranquila!