4 pilares da gestão de condomínios

4 pilares da gestão de condomínios

A gestão de condomínios exige de seus líderes muita paciência e determinação, uma vez que o síndico é obrigado a lidar e resolver os mais diversos problemas e solicitações dos moradores.

Nem todos compreendem que existem limitações, regras e leis que regulamentam a convivência e o uso dos diversos espaços comuns entre os moradores.

Além disso, existem normas que estabelecem horários, procedimentos e proibições que precisam ser acatados, mas muitas vezes não são obedecidos, criando transtornos e problemas para a administração.

O síndico precisa trabalhar de forma a atender, de acordo com o regulamento, as necessidades gerais condominiais, quando deverá adotar algumas ações que contribuam efetivamente para isso.

Neste post apresentamos os 4 pilares para uma boa gestão de condomínios. Continue lendo e saiba mais sobre o assunto!

Quais são os pilares de uma boa gestão de condomínios?

Para que uma boa gestão de condomínios possa ser alcançada, promovendo um bom relacionamento entre os seus moradores, 4 pilares precisam ser trabalhados pelo síndico e seus auxiliares. São eles:

Comunicação assertiva

Um dos maiores problemas existentes nas organizações está na comunicação, ou melhor, na falta dela.

A ata de uma reunião condominial não é suficiente para apresentar as resoluções votadas e aprovadas pelos moradores.

Para isso, é importante que se estabeleça um canal de comunicação entre os moradores, como:

  • WhatsApp,
  • comunicação via e-mail,
  • Facebook,
  • periódico impresso e digital.

Através desses canais, deve-se divulgar as informações a respeito de manutenção, serviços a serem realizados, decisões da assembleia e novas normas a serem adotadas.

Periodicidade da manutenção

Para evitar aborrecimentos, críticas e acidentes, todos os ambientes precisam sofrer a manutenção em períodos pré-estabelecidos, atendendo à legislação e garantindo o conforto e segurança aos moradores. 

Para isso, deve-se programar as seguintes manutenções:

  • áreas de lazer,
  • elevadores,
  • equipamentos,
  • garagem,
  • jardins,
  • pintura do edifício,
  • recepção.

Mediação de conflitos

Um dos pontos mais complicados de se trabalhar em um condomínio está na mediação de conflitos, já que pequenos problemas podem se transformar em sérios transtornos aos moradores.

Para isso, muitas vezes é necessário a intervenção do síndico, quando esclarecimentos sobre direitos e deveres precisam ser compartilhados, exigindo-se o cumprimento do que foi aprovado pela maioria em assembleia ou do que esteja previsto em lei.

Um diálogo aberto, franco e apresentando documentação a respeito é o melhor caminho para evitar desordens, descumprimentos das normas e estabelecer um bom ambiente para todos os envolvidos.

Zelo pela segurança

Por fim, a gestão de condomínios precisa priorizar a segurança dos moradores e da edificação, tomando providências para que o ambiente esteja protegido.

A contratação de serviços especializados que garantam isso é a melhor medida para evitar problemas com roubos, furtos, assaltos e crimes ainda mais sérios.

Avaliar a implantação de uma portaria virtual monitorada 24 horas, bem como investir em equipamentos de segurança é uma necessidade inadiável nos tempos em que vivemos.

A observação das ações voltadas ao atendimento desses tópicos abordados cobrem praticamente todos os processos do dia a dia, portanto, estabelecer regras e definir ações sobre cada um deles é possibilitar uma administração mais tranquila e organizada.

Agora que você já conhece os 4 pilares para uma boa gestão de condomínios, continue conosco e leia nosso post que apresenta a portaria remota e como ela ajuda no prédio!