4 tipos de monitoramento de segurança

4 tipos de monitoramento de segurança

Infelizmente, a alta quantidade de roubos, invasões e furtos a casas e demais imóveis, como galpões, lojas e até mesmo shoppings, fez com que as pessoas procurassem por tipos de monitoramento para se manterem protegidas e não virarem estatística.

No entanto, com os avanços tecnológicos, 4 tipos de dispositivos de vigilância ganharam espaço no mercado, se tornando os principais quando o assunto é segurança interna e externa de diversos ambientes.

Porém, nem todas as pessoas conhecem esses aparelhos ou compreendem a diferença principal entre eles. 

Para lhe ajudar nisso, neste post iremos falar sobre os 4 tipos de monitoramento para você escolher o melhor para sua necessidade. Confira.

O que é monitoramento de segurança?

Como o nome indica, o monitoramento de segurança é um conjunto de atividades automatizadas que são feitas a partir de dispositivos tecnológicos para captar informações em tempo real e, claro, ameaças, que podem ser analisadas e tomadas as providências cabíveis.

Por exemplo, se a casa tiver um sensor de movimento e o mesmo indicar a presença de estranhos, um alarme irá tocar, e se estiver conectado a uma central de monitoramento, a polícia será acionada por eles, remotamente.

Atualmente, a maior parte dos sistemas de monitoramento permite que os moradores da casa ou os donos do estabelecimento possam receber informações remotamente, ou até mesmo dados, por exemplo, imagens de atividades suspeitas. 

Conheça os principais tipos de monitoramento

Atualmente, existem tipos diferentes de monitoramento, sendo importante conhecê-los, assim como sua forma de funcionamento. Confira.

Videomonitoramento

O videomonitoramento é feito pelo circuito fechado de televisão, o famoso CFTV. É um dos mais comuns em shoppings e comércios variados, e é feito por meio de instalação de câmeras de segurança em locais estratégicos, para observar a movimentação do local.

Normalmente, nesse tipo de monitoramento, as imagens das câmeras ficam reunidas em um monitor de televisão, que pode ficar tanto dentro do estabelecimento, em uma sala de segurança, ou remotamente.

Inclusive, a tecnologia está tão avançada que existem sistemas que permitem a análise de imagens remotamente, pelo celular.

Nesse caso, ao perceber alguma movimentação estranha, o responsável pela segurança ou alguém que seja do local pode acionar a polícia, em segurança.

Sensores

Os sensores de movimento ou temperatura são muito usados na frente de casas, no jardim ou nas portas e janelas, para detectar invasões.

Existem tipos diferentes, como os de infravermelho, magnéticos, dentre outros, que apesar de diferentes tecnologias, trabalham de forma parecida.

Quando um invasor passa pelos sensores, o alarme soará. Em geral, isso faz com que eles fujam rapidamente, porém, se continuarem no local, é essencial chamar a polícia, e sair da casa pelas portas dos fundos, por exemplo.

Equipe

Esse tipo de monitoramento é geralmente feito em grandes empresas para verificar o comportamento dos colaboradores durante o expediente, ou seja, da equipe de modo geral.

Podem ser colocadas câmeras em locais da empresa, softwares de monitoramento de atividades no computador, ou gravadores de áudio e outras ferramentas.

É importante salientar que todos devem ser notificados sobre o tipo de sistema usado, seja ele qual for.

Central de alarme

Alarmes de sensores, por exemplo, podem contar com um adicional de possuir conexão com a central.

Dessa forma, ao detectar uma presença estranha e soar, ao mesmo tempo um sinal será enviado para a central de monitoramento remota responsável pelo sensor, que poderá avaliar o chamado e acionar as autoridades locais o mais rápido possível.

Outros sistemas de segurança, como os de monitoramento de carros e motos, também podem contar com essa tecnologia, que salva centenas de vidas diariamente.

Agora que você já sabe sobre os 4 tipos de monitoramento, continue aqui e saiba como evitar intrusões em casa.